Buscar

O LADO DO CRIMINOSO

Se na vida existem lados, a sociedade parte do pressuposto que o criminoso é o lado negro da força, seja ela divina ou das trevas, certo é que ninguém em sã consciência dirá que o causador de um determinado dano esteja do lado certo. Sendo esse taxado como criminoso, bandido, homicida, ladrão, estuprador, meliante, pedófilo, espancador; não imposta o nome que se dá todos são taxados como estando do

lado errado. Quando essas pessoas sabe-se lá por qual razão cometeu tal ato reprovável, a única pessoa que estará não do lado dela, mas do lado da justiça, essa prevista em nossa lei maior, que reza que todos são iguais perante a lei; que todos terão direito a uma defesa, mesmo que não possa pagar um profissional; todos são inocentes até que se prove ao contrário.

Surge aí a figura do patrono, do defensor da justiça, daquele que observa a sua versão para buscar amenizar e não deixar que seja esse causador do dano condenado além do que prevê a lei, ou ainda até demonstrar sua inocência, esse profissional é o advogado, aquele que não é padre, mas tem a fidelidade de guardar o seu segredo por mais impuro que ele seja.

Com a prerrogativa que a lei lhe resguarda o advogado é a quem o dito criminoso deve recorrer nas horas mais incertas.

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo